segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Retiro das crianças 1ª Eucaristia

Ontem dia 21/09/2014, tivemos o Retiro das crianças que irão fazer a 1ª Eucaristia, da  Paróquia Santa e suas Comunidades Nossa Senhora do Carmo e São José de Anchieta.
Tivemos muitos momentos importantes com a presença do Seminarista Adilson, posso dizer que foi um dia maravilhoso, onde estivemos muito próximos de Jesus, rezando, cantando, brincando e aprendendo muito. Este dia foi muito importante para todas as crianças, mas eu posso afirmar que para nós catequistas também foi muito gratificante. Sempre aprendemos coisas novas, e renova o nosso sentido de ser Catequista. Parabéns a todos os Catequistas que trabalharam para que este Retiro desse certo…e deixando aqui uma mensagem de um catequista em especial.

" Agradeço aos catequistas que se empenharam hoje para que esse retiro acontecesse, Deus os abençoe e continuemos firmes na fé, pois se nós catequistas não trabalharmos a catequese não anda, ela patina e não sai do lugar. MAS ENQUANTO EXISTIR UM CATEQUISTA QUE ACREDITA EM UM MUNDO MELHOR, EM CRIANÇAS MELHORES, EU DIGO QUE VALE A PENA LUTAR." 
 (Catequista Douglas)

Confira as fotos do nosso retiro.


























Obrigado de coração a todos os catequistas!!
A Paz de Jesus e o amor de Maria.

PORQUE EVANGELIZAR É PRECISOOOO!!!!!

Abraços, Wânia.
















domingo, 14 de setembro de 2014

Dinâmica: Ser Igreja




Dinâmica: Os problemas

Objetivo: Refletir sobre os problemas enfrentados no dia a dia. Pode ser adaptado às dificuldades que encontramos em "ser igreja"

Material: Bexiga, tira de papel


Procedimento:

Formação em círculo, uma bexiga vazia para cada participante, com um tira de papel dentro (que terá uma palavra para o final da dinâmica)

O o facilitador dirá para o grupo que aquelas bexigas são os problemas que enfrentamos no nosso dia-a-dia(de acordo com a vivência de cada um), desinteresse, intrigas, fofocas, competições, inimizade, etc.

Cada um deverá encher a sua bexiga e brincar com ela jogando-a para cima com as diversas partes do corpo, depois com os outros participantes sem deixar a mesma cair.

Aos poucos o facilitador pedirá para alguns dos participantes deixarem sua bexiga no ar e sentarem, os restantes continuam no jogo. Quando o facilitador perceber que quem ficou no centro não está dando conta de segurar todos os problemas peça para que todos voltem ao círculo e então ele pergunta:

1) a quem ficou no centro, o que sentiu quando percebeu que estava ficando sobrecarregado;

2) a quem saiu, o que ele sentiu.

Depois destas colocações, o facilitador dará os ingredientes para todos os problemas, para mostrar que não é tão difícil resolvermos problemas quando estamos juntos.

Ele pedirá aos participantes que estore  as bexigas e peguem o seu papel com o seu ingrediente, um a um deverão ler e fazer um comentário para o grupo, o que aquela palavra significa para ele.

Dicas de palavras ou melhores ingredientes:- amizade, solidariedade, confiança, cooperação, apoio, aprendizado, humildade, tolerância, paciência, diálogo, alegria, prazer, tranquilidade, troca, crítica, motivação, aceitação, etc...

(as palavras devem ser escritas de acordo com seu objetivo)

sábado, 6 de setembro de 2014

DINÂMICA: Mateus 7:12



DINÂMICA: O que você deseja para o próximo, também deseja para si?











Essa dinâmica, é bem simples. Nela, mostramos na prática como devemos desejar ao próximo aquilo que queremos para nós mesmos. Baseado em Mateus 7:12.


Distribua para cada um dos participantes, folha, caneta e papel, peça que cada um escreva algum tipo de atividade que gostaria que o colega sentado ao seu lado esquerdo realizasse. Logo após escrever, eles devem dobrar o papel e não deixar que o colega veja. Após todos escreverem, explique a dinâmica a eles, diga:

“Agora que todos escreveram, entregue ao seu colega o papel com a atividade que você desejou que ele realizasse." (todos entregam os papéis) Após entregarem os papéis você explica: “Na verdade, quem vai realizar a atividade é você mesmo que a escreveu!” (veja a reação deles na hora...e siga com as tarefas, todos devem realizar o que desejaram ao próximo...)


Assim, cada um dirá o que o colega desejou pra ele e que agora fará para si mesmo.


Discussão: Ao final da dinâmica, leia a referência bíblica acima e discuta com eles como isso se dá na prática, como às vezes desejamos aos outros situações e coisas que na verdade jamais gostaríamos para nós. Reflitam sobre as motivações corretas para desejar o melhor ao próximo como para nós mesmos e que isso não está fora de moda, mas é um ensinamento da Palavra de Deus para toda a nossa vida, vivendo assim, estaremos em obediência e mais felizes com Deus, consigo mesmo e com o próximo!


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Gincana Bíblica




Esse mês é dedicado ao mês da Bíblia e que tal você catequista fazer uma gincana Bíblica com as crianças.

Vou deixar aqui 30 perguntas, bem simples.

Separe a turma em grupos.
Faça a pergunta ao primeiro grupo e dê um tempo para pensarem, se tiver disponível ponha uma música de fundo enquanto pensam. A criança pode consultar a equipe neste tempo.
Peça a resposta, se estiver certo dê o ponto da equipe, se estiver errado passe a outra equipe até alguém acertar. Volte ao segundo grupo com a segunda pergunta e assim por diante.
Quando uma equipe erra e você passa a outras equipes a pergunta, você não altera a ordem de equipe para novas perguntas. Um pergunta nova sempre mantém a ordem de equipe 1, 2, 3 e assim por diante. Responder pergunta de outra equipe é como um bônus.


Aqui deixo algumas perguntas, mas vocês podem acrescentar mais e tirar, usem a imaginação.

Perguntas para a Gincana Bíblica


1) O que significa a palavra Bíblia?

R. Coleção de livros


2) Em quantas partes a Bíblia está dividida e quais são elas?

R. Em duas partes: Antigo e Novo Testamento

3) Quantos livros a Bíblia possui?

R. 73 livros


4) Quando foi escrito o Antigo Testamento e quantos livros ele possui?

R. Foi escrito antes da vinda de Jesus e possui 46 livros


5) Quando foi escrito o Novo Testamento e quantos livros ele possui?
R. Foi escrito depois da vinda de Jesus e possui 27 livros


6) O que quer dizer Antigo Testamento e Novo Testamento?
R. Antiga Aliança e Nova Aliança


7) No Antigo Testamento, em que lugar o povo celebrou a Aliança com Deus?
R. No Monte Sinai


8) Como os livros da Bíblia são divididos?
R. São divididos em capítulos e versículos



9) Como se chamam os 5 primeiros livros da Bíblia?
R. Pentateuco


10) Quem escreveu a Bíblia?

R. Foram diversas pessoas inspiradas por Deus


11) Onde a Bíblia foi escrita?

R. Foi escrita em lugares diferentes, mas a maior parte foi escrita na Palestina


12) Em que línguas a Bíblia foi escrita?
R. Em hebraico, grego e aramaico


13) Qual a maior criação de Deus?

R. O homem e a mulher


14) Qual o primeiro pecado cometido por Adão e Eva?
R. Desobediência


15) Em que cidade Jesus nasceu?

R. Na cidade de Belém


16) Qual o nome do apóstolo que traiu Jesus e com que gesto?

R. Judas Iscariotes, com um beijo


17) Como são chamadas as histórias que Jesus usou para ensinar aos discípulos?

R. Parábolas


18) Em quantos dias Deus criou o mundo?
R. Em seis dias


19) Quem celebrou a primeira Páscoa, no Antigo Testamento e quem celebrou a Páscoa no Novo Testamento?
R. Moisés no Antigo e Jesus no Novo Testamento


20) Depois que Deus libertou o povo da escravidão do Egito, mandou leis para que o povo continuasse a viver feliz e em união. Qual o nome dessas leis?
R. 10 Mandamentos da Lei de Deus


21) Diga quais são os três primeiros Mandamentos da Lei de Deus.
R. 1º Amar a Deus sobre todas as coisas / 2º  Não falar seu santo nome em vão / 3º Guardar domingos e festas de guarda

22) Qual o maior livro da Bíblia e quantos capítulos possui?

R. Salmos, com 150 capítulos


23) Qual foi o primeiro milagre que Jesus realizou e onde aconteceu?

R. Transformou a água em vinho, em um casamento


24) Qual o nome dos 4 evangelistas?

R. Mateus, Marcos, Lucas e João


25) O que significa a palavra Evangelho?
R. Boa Nova



26) Quem batizou Jesus Cristo e onde?
R. João Batista no Rio Jordão


27) O que narra o livro Atos dos Apóstolos?
R. Narra a vida dos apóstolos, especialmente Pedro e Paulo

28) Quem foi o apóstolo Paulo?
R. Foi um perseguidor dos cristãos que se converteu e passou a seguir os ensinamentos de Jesus


29) Diga o nome de três apóstolos.
R. Simão Pedro, André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, Simão, Judas (Filho de Tiago) e Judas Iscariotes


30) Qual o nome do primeiro livro da Bíblia e de que ele nos fala?
R. Gênesis. Fala da origem do mundo e da humanidade










Dinâmica sobre a Família





Dividir a turma em grupos, entregar a cada grupo um tipo de família e pedir para que desenvolvam apresentações (teatro) para os demais grupos, destacando:

• Visualização do problema;

• Atitude do Mundo X Atitude Cristã em relação ao mesmo;

• Soluções e lições para a Vida!

Sugestões para as situações:

1) Família televisiva – Os meios de comunicação substituem o dialogo familiar;

2) Família capitalista – Os bens materiais estão acima das pessoas:

3) Família globalizada – Tanto os pais quanto os filhos se enchem de ocupações (trabalho, estudo, cursos, festas, viagens, etc) que não sobra tempo nem para o relacionamento familiar e nem um tempo para Deus;

4) Família Cristã – Nesta Família apesar de todas as preocupações modernas, sempre há tempo para o dialogo. Os pais procuram dar o melhor para seus filhos não só no material, mas também em termos de atenção, amor e respeito e principalmente formação cultural e religiosa! Em contrapartida, os filhos serão eternamente agradecidos por tudo que seus pais lhe passaram.


Objetivo: Demonstrar aos participantes que a verdadeira família é “imagem de Deus, uma comunidade de amor, conscientizando-os que não há uma família sem problemas, e que os problemas surgidos podem ser o ponto de união quando revelados, debatidos e trabalhados!” – DGC 2002


Reflexões:

Eu tenho sido um bom filho?

Demonstro meu amor para minha família?

Consigo perdoa-los do fundo do coração?

Procuro ser paciente com os meus pais, apesar deles não serem comigo?

Entendo que minha família não é perfeita e tem suas limitações e pecados?

Vou procurar colocar Deus dentro da minha Família?

Convido sempre que puder minha família para participar da Santa Missa comigo, mesmo que o meu convite seja recusado?


Se a maioria das respostas forem negativas tenho de procurar ser um filho como Jesus foi, um filho carinhoso, obediente, zeloso com a sua Família, pode ser difícil nós sabemos , mas:


“ Tudo posso naquele que me Fortalece!”



Fonte: http://semeandopaz.wordpress.com/

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Ó Jesus, com fé eu te seguirei, Só contigo sou feliz, tú és em mim!


Dia 31/08/2014, foi um dia maravilhoso o qual não sairá da minha mente, a emoção de estar ao lado de todos os catequistas da nossa cidade foi uma benção.
Senti realmente o Espírito Santo me tocar nas músicas, nas encenações que tivemos.
Estou emocionada...rsrs..., pois quando falei que queria ser catequista, muitos falaram que eu não conseguiria, que eu não sabia falar direito, que eu não sabia nada da Bíblia, mas meus amados, quando Jesus nos chama para caminhar junto com Ele, Ele nos dá essa capacidade, ás vezes até eu fico de boca aberta quando vou dar meus encontros e sinto a presença realmente de Jesus, percebo que Jesus usa da minha pessoa para anunciar.
É uma alegria sem fim, pois sinto esse amor de Jesus por mim, mesmo diante de todos os meus defeitos.

JESUS ME ESCOLHEU, E ESTOU AQUI A SERVIR...

Jesus eu te agradeço por me escolher, disse sim ao te chamado, e estou a servir, me capacita, me usa, para levar o teu ensinamento a todas as crianças com alegria. Peço ao Espírito Santo que me ilumine quando eu estiver evangelizando. Esteja sempre comigo e segure firme na minha mão para seguir firme nessa missão. Eu te amo Jesus, seja bem vindo na minha vida!!!

E nesse encontro que tivemos tem uma música que ao ouvi-lá me arrepio toda e percebo o quanto essa minha missão de ser catequista e anunciar a Palavra de Deus vem falar mais forte em meu coração.
Deixo aqui para vocês a letra dessa linda canção, para e reflitam, o quanto o seu chamado é importante para Deus, cada frase dessa música me toca profundamente.

Outra vez me vejo só, com meu Deus
Não consigo mais fugir, fugir de mim
Junto às águas deste mar vou lutar
Hoje quero me encontrar
Buscar o meu lugar


Vou navegar, nas águas deste mar
Navegar... eu quero me encontrar
Navegar... não posso mais fugir
Vou procurar, nas águas mais profundas
No mar... feliz eu vou seguir
Só amar, buscar o meu lugar
Sem dúvidas, sem medo de sonhar!

Ó Jesus, com fé eu te seguirei
Só contigo sou feliz, tu és em mim!
Teu espírito de amor criador
Me sustenta no meu sim
Me lança neste mar!

Vivo a certeza desta missão
Já não posso desistir, voltar atrás
Mãe Maria, vem tomar minha mão
E me ajuda a ser fiel
Só cristo é luz e paz!



A paz de Jesus, e o amor de Maria!

Com carinho 

Wânia

domingo, 31 de agosto de 2014

Feliz dia dos Catequistas!!!

" Ser catequista é ter um amor tão grande e intenso por 
Jesus, que ao falar dele com os catequisandos, eles reconhecem em você um verdadeiro instrumento de Deus. "


Parabéns a todos os catequistas do Brasil e do mundo inteiro!!!

VIVA JESUS!!!
VIVA OS CATEQUISTAS!!!

Um grande abraço 

Wânia

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Espiritualidade do Catequista



A PESSOA DO CATEQUISTA E SUA ESPIRITUALIDADE


O Diretório Catequético Geral n.º 114, diz: “A missão confiada ao catequista exige dele uma intensa vida sacramental e espiritual, o hábito da oração, o sentido profundo da excelência da mensagem cristã (...) a atitude de caridade, humildade e prudência”

A Espiritualidade está no modo de ser, viver, falar e agir das pessoas. Quando perguntamos: qual é a espiritualidade de tal santo? A resposta logo vem caracterizando o(a) santo(a) pelo que foi e fez. Por exemplo: Santa Paulina: amor aos pobres, doentes, pela sua simplicidade, grande ideal pela missão, amor profundo a Jesus Cristo, transformado em ação. A oração é o alimento que sustenta o ser e o agir.

    O CATEQUISTA É ALGUÉM QUE DEIXA O ESPÍRITO HABITAR EM SUA VIDA.TER ESPIRITUALIDADE SIGNIFICA ESTAR SEMPRE ABERTO Á AÇÃO DO  ESPÍRITO QUE AGE EM NÓS. 

Contudo não se pode confundir espiritualidade com momentos de oração. Isso seria restringir a espiritualidade.
 A oração é o respiro do coração, mas a espiritualidade abraça a vida toda, em todas as suas dimensões.
O catequista deve ter espiritualidade cristã no sentido de deixar o mesmo Espírito que guiou Jesus, também orientar e moldar a sua vida.
 Sua espiritualidade deve ser alimentada também pela Palavra de Deus, centro de toda a sua ação catequética.
Principalmente, alimentada  na vivência dos sacramentos, em especial da Eucaristia.

JESUS É O CENTRO DA ESPIRITUALIDADE

A maior fonte da espiritualidade é Jesus Cristo. Dele emanam outras fontes: a vida, a Palavra de Deus, a Eucaristia e a missão.

Jesus nos diz:  “Vem e segue-me”.

 Seremos preenchidos por Jesus se realmente o seguirmos sem restrições. É preciso deixar para traz a vida velha dos comodismos, irresponsabilidade, medo, consumismo... para assumir o caminho de Jesus, ou seja vida nova.



O Catequista de Iniciação Cristã tem quatro pilares nos quais se afirma:

1) Oração diária, vida de oração que brota da fé. Deve ser mestre de oração.

 2) Competência: é uma pessoa que estuda, faz cursos, tem o habito de  leitura, procura cultivar-se.

 3) É humano, isto é, tem cuidado, carinho, amor, ternura e responsabilidade pelos catequizandos. Tem um amor exigente que leva a sério sua missão.

 4) Tem pedagogia e metodologia de ensino.

Como espiritualidade abraça a vida toda, em todas as suas dimensões, vamos refletir sobre todos os aspectos que
 envolvem a pessoa do catequista.

1. VOCAÇÃO

O núcleo central de um verdadeiro serviço catequético reside na tomada de consciência:
o catequista sabe que é Igreja e que atua em nome da Igreja.
Ele deve ser fiel a esse novo rosto que a Igreja vai adquirindo hoje.
Ser catequista é viver uma vocação característica dentro da Igreja.
O catequista é  enviado por Deus como ministro da Palavra, pelo poder do Espírito Santo e é enviado pela Igreja.
Vamos acompanhar as seguintes leituras:
Jr 1,4-8 " Recebi a palavra de Javé que me dizia: "Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu o conheci, antes que você fosse dado à luz, eu o consagrei, para fazer de você profeta das nações. Mas eu respondi: " Ah, Senhor Javé, eu não sei falar, porque sou jovem". Javé porém, me disse: "Não diga sou jovem", porque você irá para aqueles a quem eu mandar e anunciará aquilo que eu lhe ordenar. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo."

1Tm 1,12 " Agradeço àquele que meu força , a Jesus Cristo nosso Senhor, que me considerou digno de confiança, tornando-me para o seu serviço."

2. ATITUDES
O perfil do catequista é um ideal a ser conquistado,
olhando para Jesus, modelo de Mestre, de servidor e de catequista.
Sendo fiel a esse modelo, é importante desenvolver as diversas dimensões:
ser, saber, saber fazer em comunidade.
(cf DGC 238ss)

Fl 4,4-6 " Fiquem sempre alegres no Senhor!Repito: fiquem alegres! Que a bondade de vocês seja notada por todos. O Senhor está próximo. Não se inquietem com nada. Apresentem a Deus todas as necessidades de vocês através da oração e da súplica, em ação de graças."

Cl 2,7 " Enraizados nele, vocês se edificam sobre ele e se apoiam na fé que lhes foi ensinada, transbordando em ação de graças."

Uma catequese dada com amor e por amor e “dada com alegria”, suscita no coração do ouvinte a esperança de ser melhor, o desejo de mudar, a aspiração de se converter e se salvar e de ajudar os outros a descobrir este amor. 
É “o catequista quem dá vida ao catecismo” .
E o catequista dá vida fundamentalmente de duas formas:
                                 pelo que é (identidade)
                              e pelo que faz (competência).
“Presença amiga e acolhimento são palavras que resumem bem uma das atitudes fundamentais do catequista.
É preciso que o catequista seja competente em sua ação catequética superando, a improvisação e a boa vontade. (DNC 270)

 3. FORMAÇÃO

O catequista deve buscar constantemente sua formação.
Esta formação deve ser permanente.
Não basta boa vontade, é preciso aprender sempre mais para dar testemunho convincente de fé.
Requer, também, grande intimidade com a palavra de Deus, com a doutrina e a reflexão da Igreja.
O catequista precisa de dois ouvidos:
Um para ouvir o povo
E outro para ouvir a Deus.

Cl 1,10 " Desse modo, vocês viverão uma vida digna do Senhor, fazendo tudo o que ele aprova: darão fruto em toda a atividade boa e crescerão no conhecimento de Deus."

4. DESAFIOS

A Palavra de Deus nos fala dos desafios de profetizar.

“Apesar de maltratados e ultrajados ousamos, confiados em Nosso Deus, pregar-vos o Evangelho em meio a muitas lutas”. (1Tes 2,2)

Mc 8,34-35  " Então Jesus chamou a multidão e os discípulos. E disse: " Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a tua cruz e me siga." Pois, quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la, mas quem perde a sua vida por causa de mim e da Boa Notícia, vai salvá-la."


6. MATURIDADE

“Com base numa inicial maturidade humana, o exercício da catequese, constantemente reconsiderado e avaliado, possibilita o crescimento do catequista no equilíbrio afetivo, no senso crítico, na unidade interior, na capacidade de relações e de diálogo no espírito construtivo e no trabalho de grupo”.
(DGC 239)

Mt 5,13-14 " Vocês são o sal da terra. Ora, se o sal perde o gosto, com que poderemos salgá-lo? Não serve para mais nada, serve só para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vocês são a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte."


7. COMUNHÃO

CATEQUISTA é pessoa integrada no seu tempo e identificada com sua gente. É aberta aos problemas reais e com sensibilidade cultural, social e  política.
Cada catequista assumirá melhor a sua missão à medida que conhecer e for sensível à defesa da vida e às lutas do povo.
 (DGC 16)
Pessoa de comunicação, capaz de construir comunhão, o catequista cultiva amizades, presta atenção nas pessoas, está atento a pequenos gestos que alimentam relacionamentos positivos.
A delicadeza diária, simples, também  é um anúncio do amor de Deus, através da consideração dos sentimentos das pessoas. (DNC 268)

1Jo 4,11-12 " Amados, se Deus nos amou a tal ponto, também nós devemos amar-nos uns aos outros. Ninguém jamais viu Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus está conosco, e o seu amor se realiza completamente em nós."

8. ORAÇÃO

O  catequista deve ser pessoa de oração.
Ele semeia, mas é Deus quem faz crescer.

ORAÇÃO PESSOAL
Buscar a intimidade com Deus na oração diária.
Orar pelos catequizandos, e pelas famílias.

ORAÇÃO NO GRUPO DE CATEQUISTAS
“As pequenas comunidades são ambiente propício para escutar a Palavra de Deus, viver a fraternidade, animar na oração, aprofundar processos de formação na fé e para fortalecer o exigente compromisso de ser apóstolo na sociedade de
hoje.”  (DA 308)

Mt 21,22 " E tudo o que vocês na oração pedirem com fé, vocês receberão."

Rm 12,12 "Sejam alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração."

O catequista da Iniciação Cristã faz: 
 *diariamente a meditação da Palavra de Deus*,
 tem seu ritmo de silêncio, de escuta, de oração pessoal, precisa permanecer na “escola da Palavra” para interiorizar a mensagem e comunicá-la com ardor.
É um contemplativo que transmite o que  armazena em seu coração.
 A boca fala do que vem do coração.
 Na iniciação Cristã acontece a catequese apostólica:
 “Chamou-os, para estar com Ele e enviou-os a evangelizar”


9. DISCÍPULO MISSIONÁRIO

“O discípulo, à medida que conhece e ama o seu Senhor, experimenta a necessidade de compartilhar com os outros a sua alegria de ser enviado, de ir ao mundo para anunciar Jesus Cristo, morto e ressuscitado e tornar realidade o amor e o serviço na pessoa dos mais necessitados, em uma palavra, construir o Reino de Deus.
(DA 278e)

Mt 28,18-20 " Então Jesus se aproximou e falou: " Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que ordenei a vocês. Eis que estou com vocês todos os dias, até o fim do mundo."

10. VOCAÇÃO BATISMAL

Catequista pessoa que ama viver e se sente realizada.
Assume seu chamado com entusiasmo e como realização de sua vocação batismal. Compromete sua vida em benefício de mais vida para o seu próximo.
Ser catequista é assumir corajosamente o Batismo e vivenciá-lo na comunidade cristã.
É mergulhar em Jesus e proclamar o Reinado de Deus, convidando a uma pertença filial à Igreja.
(cf. DGC 238)

Rm 10,14-15 " Ora, como poderão invocar aquele no qual não acreditaram? Como poderão acreditar, se não ouviram falar dele? E como poderão ouvir, se não houver quem o anuncie? Como poderão anunciar se ninguém for enviado? Como diz a Escritura: Como são belos os pés daqueles que anunciam boas notícias! "

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Como vai a formação na catequese?



DA 276- A vocação e o compromisso de ser hoje discípulos e missionário de Jesus Cristo requer clara e decidida opção pela formação dos membros de nossas comunidades” 

Após ler essa frase, eu como catequista me questiono, será que eu tenho uma formação adequada para dar uma catequese de IVC. Pois a catequese IVC é o começo de tudo, é ali que os catequizandos irão aprender e levar as coisas boas para o resto da vida. 

Ai vem a pergunta? ... De que modo eu estou preparando os meus encontros? Eu tenho tirado um tempo para ler um livro, ou buscar alguma formação que possa ajudar a dar uma catequese diferente, ou eu estou acomodada, parei no tempo, e penso que catequista não precisa de formação, é só chegar abrir a Bíblia, o livro e dar o encontro.....

Nãoooo.....minha gente catequese não funciona dessa maneira, a catequese precisa mudar em muita coisa, começando por você catequista. Como que eu quero cobrar algo se eu não estou vivendo isso. Vamos acordar..., ir atrás de formação e informação, assim como os professores precisam estar informados e formados para dar as suas aulas, assim somos nós catequistas, vamos cobrar mais isso da nossa comunidade, mas lembrando que ao cobrar, temos que ter a participação. 

Essas são algumas questões que ecoam dentro do meu coração, é muito triste ser uma catequista com vontade, ter algumas ideias e chegar até um coordenador(a) , ou um Padre e ouvir um belo não como resposta, ou até mesmo, não isso não vai dar certo, deixa para próxima.

Catequistas, onde está a sede de aprender coisas novas? de fazer coisas diferentes?  A internet é uma ferramenta que eu tenho usado muito ultimamente, pois na minha comunidade estamos mais parados que "água de poço", é uma triste realidade, mas é a verdade. A catequese anda e caminha através de uma coordenação, se eu como coordenador(a)  não der o primeiro passo meus catequistas ficarão desmotivados.

Pois uma coisa é certa, sempre teremos catequistas que não vão se importar em querer fazer algo diferente, mas nunca é velho demais para aprender, e querer uma formação melhor para nos ajudar.

Se uma catequese de IVC for passada corretamente teremos futuros e brilhantes discípulos de Jesus, pois a catequese começa lá do berço, em casa, e os pais são os primeiros catequistas a lançar a semente. 

Por isso catequistas diante da frase do DA, Como que está a formação ai na sua comunidade ou Paróquia?

Deixo aqui o meu desabafo como catequista.

Wânia
 

domingo, 27 de julho de 2014

Dinâmica da Bala para Reunião de Pais

Material necessário: balas com embalagens que abram dos dois lados

Entregue uma bala para cada mãe ou responsável e peça para que abram apenas com uma mão.
Você verá que elas irão conseguir, mas só depois de um bom tempo e esforço.
Faça o comparativo da dinâmica com a Catequese: a bala é a criança, a mão que elas usaram para abrir é a catequista, e a outra, a família. Se a catequista fizer o trabalho todo sozinha, irá conseguir, mas demorará mais e será muito mais difícil, mas, se tiver “a outra mão” (a família), ficará mais fácil e eficiente. Evangelização começa em casa e devemos trabalhar juntos para que nossas crianças, adolescentes e jovens sintam-se cada vez mais próximos do amor de Deus.
Fiz essa dinâmica na minha primeira reunião de pais, e também li o Evangelho de Mateus 13,3-9 e 18,23.
Essa leitura se refere a do semeador então dá para falar bastante sobre a semente que são os filhos, onde os pais estão semeando?, o que os pais estão ensinando? O primeiro passo foi ótimo colocar a criança na catequese, mas tem que cuidar dessa "sementinha" ou seja dos filhos para que não venham as coisas ruins como a preguiça, o desanimo e muitas outras coisas que você catequista poderá colocar e falar, isso vai de sua criatividade.
E junto você poderá falar de outros assuntos que você queira com os pais.
Um grande abraço 
Wânia

sexta-feira, 25 de julho de 2014

É melhor sorrir ou resmungar?



Vocês já entraram em uma sala onde têm muitos espelhos?

O que acontece quando você entra nela? Uma menininha logo respondeu:

- A gente vê a cara da gente muitas vezes em todos os espelhos.

- É isso mesmo, disse o vovô. Então, agora eu vou contar uma estória para vocês:Em uma pequena cidade havia um lugar conhecido como a “Casa dos Mil Espelhos”. Um pequeno e feliz cãozinho soube deste lugar e decidiu visitar esta Casa para ver como era. Chegando lá, subiu rápido e feliz a escada acima até a entrada da casa. Olhou através da porta de entrada da casa com suas orelhinhas bem levantadas e o rabinho balançando rapidamente. Para sua grande surpresa, viu outros mil pequenos e felizes cãezinhos, todos com seus rabinhos balançando rapidamente igualzinho o dele. Abriu um enorme sorriso, e viu seu rosto sorridente com mil enormes sorrisos.Quando saiu da casa, pensou:

- Que lugar maravilhoso; voltarei sempre aqui, um montão de vezes!

Nesta mesma cidade, um outro cãozinho, que não era tão feliz como o primeiro, foi também visitar a Casa dos Mil Espelhos. Subiu as escadas e olhou através da porta com um rosto meio triste e bravo para dentro da casa, pois não sabia o que iria acontecer. Quando viu mil olhares tristes e bravos de cães que lhe olhavam, igual a ele, rosnou e mostrou os dentes e ficou horrorizado ao ver mil cães rosnando e mostrando os dentes para ele. Não quis mais ficar ali, ficou com medo e horrorizado. Quando saiu, ele pensou:

- Que lugar horrível, nunca mais volto aqui…

Meus netos, é assim a vida, todos os rostos no mundo são espelhos. Que tipo de reflexo você vê nos rostos das pessoas que você encontra? Se você sorri para os outros, elas sorriem para você, mas se você se zanga com elas, elas também se zangam com você. Então veja que tudo depende de você.

Será que não estamos precisando de mais ”sorrisos”?

Felipe Aquino

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Dinâmica de oração com bexiga

Olá povo amado de Deus, depois de uma férias da catequese, nada como voltar a rotina da nossa caminhada na catequese com essa dinâmica bem legal.
É uma brincadeira divertida e ao mesmo tempo rezando com eles, faça você também.
Bem hoje essa dinâmica vai cair como uma luva para meu encontro de hoje, onde o
Tema será: Unidos pela oração.
Mas chega de blá...blá... e vamos a dinâmica....rsrss


Você irá precisar de bexigas e pequenos pedaços de papel.

Solicite que os catequizandos escrevam no papel uma frase que gostariam de dizer a um amigo, como por ex. Que bom que você está aqui! Jesus te ama... e no final todos devem assinar o seu nome.
Entregue uma bexiga para cada um e peça para que eles dobrem e coloquem o papel dentro da 
bexiga, a seguir pedir para eles encherem e começarem a brincar sem deixar a bexiga cair no chão.
Faça um sinal e nesse momento cada um deverá ficar com uma bexiga, estourar e ler o bilhete. Ao final deverá abraçar a pessoa que escreveu e assinou a frase.
E lembre-se o catequista também participa.

Um grande beijos a todos, depois posto fotinhas de como foi essa dinâmica com meus pimpolhos, até mais...
A paz de Jesus e o amor de Maria.